domingo, 24 de agosto de 2014

LUA NOVA EM VIRGEM, QUESTIONAMENTOS E PARADOXOS

Que Virgem representa o arquétipo analítico, detalhista, sistemático e metódico, a maioria já sabe. No tocante à presença da Lua em Virgem, só os nativos que possuem esta configuração podem dizer o quanto é difícil analisar detalhadamente, racionalmente as próprias emoções. A Lua representa a psique e as emoções que não obedecem nenhuma regra e são inconstantes, assim como o humor. Exigir explicações para sentimentos, necessidades, alterações de humor é um caminho muito curto para o sofrimento e a constante insatisfação.  Já me referi várias vezes às influências do trânsitos de Netuno em Peixes para a energia virginiana e o momento de deixar as explicações racionais de lado e começar a sentir e intuir, funções que fazem parte da natureza humana e são tão importantes quanto o pensamento e o raciocínio! Alías, a mente racional acaba limitando a criatividade que é alcançada graças ao potencial intuitivo do intelecto supramental.

Percebi vários conflitos e paradoxos destes nas poucas palestras do último “Congresso On Line de Doenças Crônicas” realizado pelos mesmos responsáveis que divulgam os congressos de saúde quântica. Profissionais qualificados e, supostamente, de “mente aberta”, estudantes e fãs de Amit Goswami e de suas teorias quânticas mas se rendendo aos limites e ditames da ciência cartesiana; professor universitário defendendo a existência de um corpo espiritual e afirmando categoricamente que “prece curativa” tem base científica mas conhecido por negar mais categoricamente ainda a veracidade e o grande benefício da Astrologia como ferramenta para auto-conhecimento. Estas confusões e noções sem sentido fazem parte da ação de Netuno em Peixes e, eu aposto, que estas mesmas pessoas têm um desconforto, uma insatisfação interna disfarçada, por vezes, pela arrogância ou por uma pseudo-segurança que refletem os aspectos de Netuno oposto à dupla Sol/Lua nesta fase nova (25/8 às 11:14) e, também, o aspecto exato entre Saturno em Escorpião com a Vênus em Leão: os paradigmas egóicos e seguros da Vênus no signo auto-centrado leonino estão sendo desafiados por Saturno a ampliar a visão e aprofundar-se neste mantra hipnótico do “cientificamente comprovado”, mas absolutamente oculto. Negar uma ciência quântica que está presente na Humanidade desde que ela existe como a Astrologia é pura ignorância. Ela segue forte como nunca sem necessitar dos avais de meros manipuladores de estatística e menos ainda da mídia circense e superficial, como visto na matéria de capa da última “Superdecepcionante”.
 
Vencer os bloqueios do mecanicismo determinista e vivenciar o que a Consciência tem a oferecer para ir além da mesquinhez condicional não é para muitos, mas para os eternos buscadores e amantes da Verdade tão cristalina quanto o Santo Graal ou a pedra filosofal.

Nenhum comentário:

Pesquisar neste blog