quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Astrologia & Homeopatia : Arnica montana

O Vegetal:
Herbácea com cerca de 60 cm de altura, a Arnica montana tem seu habitat nos solos ácidos das montanhas do planalto europeu. “Arnica montana cresce nas montanhas, onde a vida é dura” (Homeopatia Metafísica Repertorizada de José Alberto Moreno).
O nome “arnica” significa “pele de cordeiro”, aludindo ao tato de suas folhas suaves e peludas (Medicina Oculta de Samael Aun Weor).

Sincronicidades:
Desde a Idade Média, ela é utilizada pela medicina popular nos casos de traumatismos diversos, choques, pancadas, acidentes e ferimentos. Seu princípio ativo, além de suas flores, é de um intenso amarelo ouro (Sol). O vigor e a energia criativa solar resistem às intempéries da “vida dura” da planta nas montanhas geladas da Europa. Capricórnio e seu regente, Saturno, representam arquetipicamente lugares altíssimos e de difícil acesso.

Os aspectos desafiadores e karmicos entre Saturno e o Sol estão presentes em mapas de nascimento de pessoas que sentem esta “dureza” da vida, sentem-se alquebrados e até a cama lhes parece dura. Por isto, necessitam do amarelo ouro da Arnica montana para sobrepujar os golpes e traumas ao longo de sua vida, especialmente, os emocionais. Paracelso (“Botânica Oculta”) correlaciona Arnica ao Sol.
Os traumas advindos, principalmente, de agressões, choques e perdas que geram como consequência profunda mudança no indivíduo, estão ligados a Plutão. Sonhar com a própria morte e apresentar medo da mesma, também são atributos plutonianos.

Os aspectos de Saturno e Plutão com o Sol, se não bem observados e harmonizados terapeuticamente, podem tornar o indivíduo rude e dominador como uma espécie de reação de seu mecanismo de defesa inconsciente contra possíveis agressões ou golpes vindos de outros. Este indivíduo tenta isolar-se e se tornar auto-suficiente.
O medo do fracasso e a ilusão de sentir-se inútil e insignificante, sem brilho, que acarretam depressão física e moral, também são advindos do contato de Saturno e Plutão com o Sol e aí, além da energia vibracional da Arnica homeopatizada, se faz necessária uma investigação mais profunda no relacionamento do indivíduo com sua figura paterna e o estímulo de seu chakra do plexo solar com cristais solares (citrino, por exemplo) e o óleo essencial da própria arnica.
Leia mais sobre Astrologia & Homeopatia: http://www.templodeminerva.com/homeopatia.html



sábado, 14 de dezembro de 2013

Cursos para o 1º Semestre de 2014 - Astrologia, Tarot, Árvore da Vida (Cabala)

FUSÃO DAS CIÊNCIAS ESOTÉRICAS COM O ATIVISMO QUÂNTICO PARA O NOVO AEON

Cursos para o 1º Semestre de 2014

Proposta:
Estudo, prática e pesquisa aprofundados da Astrologia, Tarot e da Árvore da Vida (Cabala) utilizando-se os novos paradigmas do Ativismo Quântico criado pelo físico PhD Amit Goswami.

Método:
Todas as atividades serão divididas em módulos. Todos os módulos serão realizados aos sábados das 9:00 às 17:30 com intervalos, exceto o estudo da Árvore da Vida (Cabala), cujos módulos têm a duração de 4 horas (das 14:30 às 18:30). O número máximo de participantes por módulo será restrito, para que o aproveitamento seja pleno, o contato com a orientadora, personalizado e a participação dos iniciados, garantida.
O local da realização dos cursos será em um templo (www.templodeminerva.com), cujo ambiente é preparado de acordo com a proposta dos cursos.

Inscrições:
Os interessados deverão enviar e-mail para monica@templodeminerva.com com as seguintes informações:
  • Nome completo;
  • Data, horário e local de nascimento;
  • Curso ou módulo de interesse;
  • Cursos realizados anteriormente na mesma área.
O começo das aulas está previsto para a segunda quinzena de janeiro e dependerá da formação de grupos conforme inscrições e preenchimento de vagas.

Consulte a programação completa  : http://www.templodeminerva.com/curso.html


sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Marte em Libra : Oito Meses de Luta pela Paz

A Astrologia Clássica ensina a compatibilidade e a incompatibilidade na localização de astros por signo. Marte em Áries, por exemplo, seria uma combinação perfeita. O deus da guerra está em um ambiente propício para sua natureza explosiva, instintiva e beligerante. A incompatibilidade energética fica a cargo da posição de Marte em Libra, signo oposto e COMPLEMENTAR a Áries. Destaquei a palavra “COMPLEMENTAR” para enfatizar a verdadeira filosofia hermética e quântica da Astrologia: todos os arquétipos são integrais e bons. O criador – seja Deus ou a Luz Primordial – é integral e bom, não permite incompatibilidades. As dualidades são criadas a nível materialista, então não se adequam à Astrologia.

Se somos criados por um ser integral e bom, temos reunidos todos os arquétipos dentro de nós. “Dentro de Tudo existe a semente de Tudo.” O contato com eles é feito através dos nossos corpos de manifestação físico, mental, emocional e intuitivo ou supramental, na forma de hierarquia entrelaçada, ou seja, quando estamos perceptivos, conseguimos interagir em todos os níveis conscientemente. Se não estamos perceptivos e desconectados dos nossos veículos de manifestação, este desequilíbrio e suas consequências podem ser nocivas tanto ao nativo com seu Marte em Áries, quanto aquele com Marte em Libra.

Marte representa nossas ações instintivas, tomada de decisões, coragem e competitividade. Ele é moldado pela sua posição por signo, assim como o ferro é moldado ou temperado alquimicamente. Marte continua sendo instintivo, corajoso, decisivo e competitivo em Libra, mas sua qualidade está moldada para promover a Paz e a Harmonia. Nesta posição, a espada alquímica já não é moldada em puro ferro, afiadíssima e pronta para o ataque irracional. O brilho do cobre combina-se com a força do ferro, tornando-o mais maleável e condutível, permitindo compartilhamento magnético.

Desta forma, ampliamos nossa visão da alquimia astrológica e não nos rendemos à dualidade que acaba servindo de muleta para justificar o apego à alienação e estagnação, responsabilizando planetas pela nossa falta de iniciativa e livre-arbítrio. O desafio karmico daqueles que têm Marte em Libra no mapa astrológico de nascimento é tornar-se criativo na luta pela paz e na promoção de relacionamentos e acordos. As dúvidas, a incapacidade de tomar decisões, a tendência a provocar conflitos são características deterministas da Astrologia Clássica que flerta com dogmas tanto religiosos como científicos. A falta de percepção transcendental, a falta de auto-conhecimento e a completa submissão ao materialismo hipnótico são as verdadeiras causadoras do desequilíbrio de Marte em Libra que pode ou não desenvolver as características acima.

A fórmula que pode nos direcionar rumo à criatividade fundamental do Ativismo Quântico pode ser testada seguindo os seguintes passos:

  1. Preparação : reconhecemos o desafio. Agora nos preparamos buscando sua potencialidade, suas possibilidades. Libra é um signo cardinal, portanto os outros signos da mesma modalidade deverão ser ativados em sua criatividade também – Áries, Câncer e Capricónio – já que Marte em Libra irá deflagrar seus desafios karmicos ligados a decisões, novos começos, rupturas e mudanças necessárias à evolução etc. Analisar em qual área este desafio será observado. Exemplo: o trânsito de Marte em Libra poderá desencadear o instinto de superação de medos ou de apegos a padrões rígidos de ideais de sucesso de um Mercúrio em Capricórnio. O ângulo de 90º que se formará entre os dois astros em algum momento nestes oito longos meses de trânsito de Marte em Libra (8/12/2013 a 25/7/2014) vai exigir a perspicácia e a flexibilidade reativas a estes padrões mentais (Mercúrio), tornando o indivíduo mais receptivo a novos paradigmas de ação e reação, após auto-análise de referenciais de sucesso e “status” antes absolutos.
  2. Incubação: Parece simples, mas o Novo Aeon de Aquário está nos trazendo novas ideias de comportamento difíceis de inserir no nosso dia a dia, porém fundamentais para esta transição de eras. Após a preparação e a conscientização do desafio karmico, a incubação é revezar nossas tarefas cotidianas com introspecção e silêncio, principalmente, mental. É o que Amit Goswami apelidou de “do-be-do-be-do-be” (fazer-ser-fazer-ser-fazer-ser). Ainda continuamos sufocados pela nossa vida pré-Novo Aeon, ainda continuamos na obsessiva robotização do “fazer”, muito adequado ao materialismo científico. O Novo Aeon de Aquário desafia-nos a unir o transcendente com o imanente, o consciente com o inconsciente por meio da meditação ou da simples contemplação. Saia do foco e da turbulência, observe como a Natureza é regida por uma força invisível e plena.
  3. Insight: apenas acontece após a incubação. São aquelas ideias brilhantes e criativas que pipocam no nosso consciente, após momentos de relaxamento e distração. É a voz do nosso eu superior ou self quântico que indica o caminho. Estamos nos tornando um ser integral. O medo de que aquele Marte em Libra em contato com minha sensível Lua em Câncer iria provocar alguma turbulência emocional, levando-me a atitudes impulsivas e, talvez, destrutivas, transforma-se em força poderosa de auto-controle, na possibilidade de passar por algum evento sem escravizar-me à minha própria irracionalidade. Sou um ser mais evoluído, perceptivo, rumo à Luz Primordial.
  4. Manifestação: consequência natural do insight. Sou um observador astrológico, portanto estou consciente da minha agenda dharmica. Pratico o auto-conhecimento e, consequentemente, a auto-cura. Ao mesmo tempo, estou ciente e preparado para colapsar e usufruir as possibilidades do trânsito de Marte em Libra. E, o que é mais importante, transmito minha experiência e contribuo com o grande salto quântico da Humanidade rumo ao Novo Aeon.

Astros, Ascendente, Meio-do-Céu localizados nos signos de Gêmeos, Leão, Sagitário e Aquário terão uma espécie de “injeção” de energia vital para novos começos, decisões, maior velocidade nas mais diversas atividades. Não fogem dos quatro passos acima, pois a percepção consciente é fundamental para o aproveitamento das possibilidades, tornando-as pontuais e reais.