quarta-feira, 14 de maio de 2014

LUA CHEIA EM ESCORPIÃO E INSTINTOS À SOLTA!

Hoje, exatamente às 16:15, nossa linda lua cheia estará brilhante no signo de Escorpião – e vai ser linda mesmo hoje à noite neste céu do cerrado!
 
Vocês notaram que nos últimos dias têm acontecido coisas fora do comum, surreais e, até mesmo, bizarras? Pensei que estavam acontecendo só comigo: notícias, fatos, e-mails e uma variedade de coisas que me chocaram ou me fizeram rir – senão ambas. Quando fiz o mapa da lua cheia, percebi a sincronicidade: Touro e Escorpião são signos opostos e complementares cujos arquétipos giram em torno do prazer, especialmente físico, que tem seu ponto alto no sexo. Portanto, este período de Sol em Touro e Lua em Escorpião revela os instintos em sua força máxima! Daí as situações irracionais. Para incrementar ainda mais esta onda de possibilidades, a conjunção entre Urano e Vênus em Áries promove o gosto pelo bizarro, pelo “diferente” e pelo caos. Diante disto, convém citar outra conjunção: entre Saturno e a Lua em Escorpião que exige uma busca avassaladora da expressão emocional mais autêntica que este signo pode conceder – paixões avassaladoras, controle obsessivo ou raiva destrutiva!
 

Lembrei do mito do lobisomem: um cara comum que se transforma em uma fera mortal durante a lua cheia que só pode ser abatida com projéteis feitos de prata, metal correspondente à Lua. Para não sermos feridos ou prejudicados pelos nossos instintos caóticos e descontrolados, vale a pena estarmos lúcidos num momento tão estimulante do nosso sistema límbico. Respeitem os limites dos outros (Saturno), mesmo que seu instinto esteja dando saltos descontrolados. Muita calma nesta hora, raciocine, aquele sentimento ou sensação pode ser a projeção de “sombras”, conteúdos inconscientes, medos mal trabalhados que atropelam o bom senso e a boa convivência social. Aproveite das mais variadas fontes de prazer sensorial, mas silencie quando atingir o limite entre a sabedoria e o caos. Cuidado com as balas de prata perdidas!

Nenhum comentário: